A última projeção do Belas Artes

18 mar

Foto: Mario Silva


Com o filme “No Tempo do Onça”, clássico de 1940 dos irmãos Marx, o Cine Belas Artes se despediu de seus amantes na noite desta quinta-feira, 17 de março. Fundado em 1952, o tradicional cinema da esquina da Avenida Paulista com a Consolação não sobreviveu a especulação imobiliária e foi obrigado a ceder lugar para o dono do imóvel, que pediu R$ 120 mil por mês de aluguel e recusou a contraproposta da administração do Belas Artes de R$ 85 mil. Final infeliz para uma história tão encantadora de um lugar que fez a alegria de tantos casais, jovens, velhos, crianças, solitários, enfim, uma infinidade de pessoas.

Último suspiro. Foto: Mario Silva

O prestígio do lugar é tal que um dos maiores frequentadores do Cine Belas Artes, Milton Godói Campos, mesmo com toda sua dificuldade de locomoção devido aos 84 anos de idade, fez questão de estar presente naquele infeliz momento histórico. “É uma lástima o fechamento deste cinema. Frequento assiduamente o Cine Belas Artes há dez anos, mas recordo muito bem desse lugar desde a minha juventude. Nem lembro quando foi a primeira vez que vim aqui. São Paulo descobriu seu vilão contra a cultura, personificada nos atuais donos do prédio”, afirma.

Foto: Mario Silva

Para protestar contra Flávio Maluf, um dos proprietários do prédio, manifestantes fizeram um boneco de vodu do empresário e distribuíam alfinetes para os cinéfilos enraivecidos espetarem seu objeto de revolta. A brincadeira divertida escondia a tristeza de todos ali.

Pouco antes do início da última projeção, o senador petista Eduardo Suplicy chegou ao local para apoiar André Sturm, diretor do Belas Artes. Num discurso antes do início da sessão de despedida, Sturm falou emocionado da sua luta para preservar o tradicional cinema. “Hoje é um dia de esperança, não de tristeza. O Belas Artes não vai morrer porque vai funcionar de qualquer jeito, mesmo que em outro local”.

Fachada do Cine Belas Artes em sua última noite. Foto: Tatiana Cavalcanti

O filme teve início na Sala 2 para uma plateia de cerca de cem pessoas, que não lotou completamente a sessão. O prestígio conquistado ao longo dos 68 anos do cinema ficou evidenciado pela quantidade enorme de profissionais da imprensa, de veículos grandes ou independentes, que foram registrar o último suspiro do tradicional Cine Belas Artes.

Foto: Mario Silva

É triste e deprimente constatar o fim de um ciclo cultural tão importante para uma megalópole como São Paulo. Lá se foi um dos últimos cinemas de rua nessa selva de pedra dominada por arranha-céus e diversões enjauladas.

Por Tatiana Cavalcanti

Anúncios

5 Respostas to “A última projeção do Belas Artes”

  1. heddy dayan 18 de março de 2011 às 6:02 PM #

    rolling stones?

  2. losstones 18 de março de 2011 às 6:24 PM #

    Los Stones é uma homenagem aos Stones e aos proprietários do blog, um casal apaixonado pela banda.

  3. Lira 19 de março de 2011 às 3:04 PM #

    Lembro que foi lá que assisti meu primeiro filme, aos 14 ou 13 anos, Carlota Joaquina, o Professor João Camilo levou a sala pra assistir. Fiquei triste com uma das minhas referências sumindo…

    Parábens pelo blog!

    • losstones 19 de março de 2011 às 3:21 PM #

      Muito obrigado por seu comentário Lira. Com certeza, diversos amantes do cinema contam com experiências únicas no Belas Artes.

      • Mario 19 de março de 2011 às 8:12 PM #

        Nossa Lira, professor Camilo, NÉ? HAHAHA
        Lembra, ele so falava NÉ!!!!!!!!!!!
        Que bom que gostou d blog, acesse mais vezes, indique aos amigos e inimigos! Beijos Tati

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: